segunda-feira, 5 de maio de 2008

Show de Sueli Costa em São Paulo

Sueli Costa é antes de tudo uma artista, uma compositora. Umas das grandes da MPB. Parceira de músicos e letristas excepcionais (Abel Silva, Tite de Lemos, Cacaso, Aldir Blanc, Ana Terra, Paulo César Pinheiro, Vitor Martins, João Medeiros Filho, Luiz Sergio Henriques), suas composições foram interpretadas por muitos. Como se não bastasse, Sueli é cantora e instrumentista. Quando canta e toca, transfere emoção rara às suas melodias.

Nascida do Rio de Janeiro e criada em Juiz de Fora (MG), Sueli começou a tocar e a compor nos anos 1960, em sintonia com a bossa nova. Participou dos festivais daqueles anos, musicou filmes e peças de teatros e explodiu no começo da década de 1970, quando "Encouraçado" ficou em 3º lugar no V Festival Internacional da Canção (TV Globo). Logo depois, as canções "Aldebarã", "Assombrações" e "Sombra amiga" foram incluídas por Maria Bethânia no repertório do show Rosa dos ventos. No ano seguinte, Elis Regina gravou "Vinte anos blues" no LP Ela. Daí em diante, foram dezenas de pérolas e 5 LPs pela EMI-Odeon: Sueli Costa (1975), Sueli Costa (1977), Vida de artista (1978), Louça fina (1980) e Íntimo (1984).

Depois, Sueli deu um tempo dos estúdios, mas continuou pensando, lendo, escrevendo, buscando traduzir a alma de seu tempo, compondo. Como podemos ler no Dicionário Cravo Albin da Música Brasileira (http://www.dicionariompb.com.br/default.asp), tornou-se uma referência para diversos artistas, que gravaram e continuam a gravar suas canções (Nara Leão, Simone, Fátima Guedes, Ney Matogrosso, Joanna, Fagner, Fafá de Belém, Ithamara Koorax, além de Elis e Bethânia).

Em 2000, Sueli lançou o CD independente Minha arte. No final de 2007, com o já antológico CD Amor blue (também independente), deu um banho de sensibilidade, vigor e delicadeza, apresentando 12 músicas inéditas em arranjos caprichadíssimos, feitos por ela mesma..

Como que para comemorar os 40 anos de carreira, resolveu então pegar a estrada e fazer alguns shows. Estará em São Paulo no próximo dia 9 de maio, às 21 horas, no Teatro SESC Santana, Av. Luis Dumont Vilares, 579 – Tel 11-2971-8700.

Quem puder ir não deve perder. Quem não puder, arrume um jeito de comprar o CD. Como se diz por aí, é imperdível.

Sueli também tem um site: http://www.suelicosta.com.br/, que a apresenta por inteiro e vale algumas visitas.

4 comentários:

Rosa disse...

Caramba, vc também tem estrelinhas. O Bruno estava irritado com elas.

Marco Aurélio Nogueira disse...

Acho que não entendi. Estrelinhas? A Sueli é uma senhora artista, além de uma mulher maravilhosa, vivida, que sempre soube fazer escolhas certas. Também não consigo imaginar o que o Liberati, que é um artista, possa ter contra os artistas. Ou será que entendi tudo errado?

Anônimo disse...

Não...
Não é a grande estrela Sueli. Eram as cinco estrelinhas (douradinhas) que aparecerem no seu blog e ficavam piscando e interferindo na leitura. Jamais cometeria a gorsseria de chamar uma artista de estrelinha.
Mas as tais estrelinhas, sumiram .Pela sua resposta você nem chegou a ver. Srá que era um invasor?

Sizenando disse...

Sueli Costa merece todas as estrelas disponíveis: só aparecem cinco? aí... tem problema. ela tem com certeza mais do que dez dígitos, desculpe, estrelas.
A música popular (na verdade pop, mas não quero ofender os defensores das siglas mpb e quetais) a música, anda carente de talentos - na verdade, cada vez mais jovens e menos informados, já que o politicamente correto é ser jovem hoje em dia - e é preciso ir beber nas fontes mais "antigas".
beneficiem-se, pobres mortais. vão lá ouvir a sueli e outros, cansei de digitar, que compõe as bases estelares de nosso cancioneiro real (em vez de dizer cancioneiro popular, isso assusta os "jovens").